Comunicação | Condicionamentos Exportação e Importação R.P. China

Estimado Cliente e Parceiro,

Apesar da dinâmica positiva registada em função dos progressos da vacinação para a Covid-19 à escala global, os condicionamentos inerentes à deteção e consequente prevenção de eventuais surtos continuam a constranger significativamente a logística e o transporte mundial.

Este cenário é particularmente relevante na República Popular da China, onde foram registados, nas últimas semanas, casos de Covid-19 em alguns dos mais relevantes canais de exportação e de importação deste país, nomeadamente por via aérea e marítima.

É o caso do Aeroporto de Shanghai, onde foi detetado um caso de Covid-19 entre os funcionários, que teve como consequência a testagem massiva de todos os trabalhadores daquele espaço, e a quarentena de um número bastante elevado. De acordo com as entidades locais, registam-se atrasos muito significativos em centenas de voos, sendo expectável que diversas ligações a partir daquele aeroporto sejam canceladas esta semana. Um cenário que implicará a anulação das reservas de carga já efetuadas, bem como a escalada dos preços dos fretes.

Cenário similar regista-se no Porto de Ningbo-Zhoushan (o terceiro com maior tráfego do Mundo), que suspendeu temporariamente a atividade num dos terminais de contentores (Meishan Terminal), após a identificação de um caso de Covid-19, o que está a condicionar fortemente a atividade logística de toda a região, devido ao desvio de carga para outros Portos da proximidade, que operavam já acima da real capacidade. No caso deste terminal no Porto de Ningbo-Zhoushan, estima-se que estará a processar carga equivalente a apenas 20% da habitual atividade.

As dificuldades e os congestionamentos na República Popular da China não se circunscrevem a este Terminal, estendendo-se aos principais Portos, nomeadamente Xingang, Qingdao, Shanghai, Xiamen e Yantian. Vários são os Terminais Portuários nos quais o tempo de espera para descarga e carga dos navios oscila entre os quatro e os seis dias, que se somam aos significativos atrasos vigentes há vários meses, e que se situam entre os oito e os 15 dias.

O processo de descarga e carga dos navios enfrenta, deste modo, acentuados atrasos, tendo como consequência os inevitáveis aumentos no tempo de trânsito entre a Ásia e a Europa, continuando assim a degradar-se a qualidade dos serviços, bem assim como a regularidade de escalas. Com o avolumar dos incidentes, nomeadamente os já referidos atrasos e omissões de escala, constata-se o elevado aumento na quantidade de transbordos dos contentores, agravando de forma significativa o tempo de viagem das mercadorias entre o continente asiático e o europeu, fazendo com que o transporte marítimo entre estes tenha passado de solução a problema da Gestão da Cadeia Logística a nível intercontinental.

Não sendo tão notados como no corredor Ásia-Europa ou Ásia–América do Norte, os problemas com o transporte marítimo a nível mundial revelam-se de grande complexidade e difícil resolução, essencialmente provocados pelo desequilíbrio entre a oferta e a procura no que concerne ao número de soluções (leia-se armadores/ navios), bem como à falta de equipamento (contentores).

O cenário é preocupante e, contrariamente ao que inicialmente se expectou, a situação não é passageira, demonstrando tendências de deterioração e alargamento idênticas às experimentadas na Pandemia contra a qual ainda lutamos. As consequências económico-financeiras far-se-ão sentir a todos os níveis, independentemente da localização geográfica ou do tipo de atividade que cada um nós exerce.

A imagem de proatividade, assertividade e seriedade com que a Portocargo e os seus Colaboradores se têm dedicado à atividade Transitária ao longo dos seus 31 anos de atividade, enfatizada nos últimos 20 meses, conjugada com a reconhecida capacidade dos nossos Correspondentes espalhados pelo Mundo, posiciona-nos como o Parceiro ideal para encontrar as melhores soluções para as necessidades logísticas internacionais de cada um dos nossos Clientes e Parceiros, independentemente da origem e/ou destino, bem assim como do tipo de mercadorias.

O nosso compromisso para com cada um dos nossos Stakeholders dita a total transparência e a comunicação contínua da evolução da situação. Caso necessite de algum esclarecimento ou informação adicional, por favor não hesite em contactar-nos.

Com os melhores cumprimentos,

Mário de Sousa, Administrador da Portocargo

Comunicação | Conjuntura da Logística Internacional

Estimado Cliente e Parceiro,

É com particular empatia e consternação que lhe dirijo esta comunicação. Faço-o no quadro da mais severa e desafiante conjuntura da logística internacional nas últimas décadas. Um cenário que não conhece fronteiras, nem setores de atividade. O impacto é transversal às diversas indústrias, países e dimensões das empresas.

A “tempestade perfeita”, como tem sido apelidada por diversos economistas, iniciou-se em dezembro de 2019, com o eclodir da pandemia, e acentuou-se dramaticamente ao longo dos últimos 18 meses, face ao desequilíbrio comercial nos corredores Ásia-Europa e Ásia-América, à escassez de contentores, aos condicionamentos provocados pelas medidas de contingência em diversos Portos mundiais, e a outros incidentes isolados (como é exemplo o bloqueio no Canal do Suez). Procurei, num artigo de opinião para o Dinheiro Vivo, sistematizar o conjunto de desafios enfrentados pela logística internacional ao longo deste período.

O panorama atual é, consequentemente, extremamente complicado. Regista-se um enorme desequilíbrio entre a procura e a oferta de fretes marítimos, resultando numa escalada incontrolável dos custos – que sextuplicaram, face ao período homólogo de 2019. Por todo o Mundo, o tecido empresarial regista dificuldades generalizadas em assegurar o abastecimento de matérias-primas essenciais para a respetiva atividade, e as empresas transitárias enfrentam obstáculos sem precedentes para responder a estas solicitações. Convido-o, a este título, a visualizar o documentário realizado pelo Epic Economist.

Na Portocargo, estamos permanentemente comprometidos com os nossos clientes e com as respetivas necessidades. Perante um cenário sem precedentes na nossa história, temos contado com equipas absolutamente abnegadas, que se têm desdobrado na procura de soluções e de alternativas que permitam debelar o impacto deste cenário na atividade de todos aqueles que em nós confiam. É com este espírito e profissionalismo que poderá continuar a contar, para que juntos possamos enfrentar esta conjuntura histórica.

Mário de Sousa, Administrador da Portocargo

Newsletter Portocargo | Maio-Junho

 





SURTO DE COVID-19 EM YANTIAN INTENSIFICA PROBLEMAS NA CADEIA LOGÍSTICA GLOBAL 

As últimas semanas ficaram marcadas por fortes constrangimentos nas operações no Porto de Yantian, no Sul da República Popular da China, após a identificação de um surto de contágios pela Covid-19. A campanha massiva de testes à população e colaboradores daquela área tem vindo a condicionar significativamente os trabalhos, que se mantiveram a sensivelmente 30% da sua normal capacidade. A Administração do Porto estima retomar, até ao final do mês, o volume habitual de atividade, num esforço para evitar a intensificação do importante impacto nos tempos de trânsito globais.

Em declarações ao Expresso, Mário de Sousa, CEO da Portocargo, alerta para o cenário dramático na logística internacional, com escassez de matérias-primas e componentes essenciais para a produção industrial europeia. Este cenário está a provocar fortes constrangimentos a diversos setores industriais, para além de um aumento muito significativo dos custos dos bens e das operações logísticas. [Ler mais]
Angola é um dos principais mercados nacionais (9º maior importador e 11º exportador), fruto dos laços históricos que unem as duas nações. A 10ª maior economia africana destaca-se pela riqueza dos recursos naturais, que atraem milhares de empresas e investidores internacionais. Se pretende importar ou exportar para este mercado, a Portocargo é o parceiro ideal para sua empresa. [Contacte-nos]
A complexidade das operações logísticas exige a articulação de diferentes meios de transporte com vista a uma otimização da missão, quer em termos de custos, como de tempo.
A Portocargo é especializada na projeção e coordenação de operações multimodais, assegurando a conceção e acompanhamento de rotas de exportação e de importação altamente personalizadas e eficientes
. [Contacte-nos].

JUNTE-SE À COMUNIDADE DA PORTOCARGO

LinkedIn

Facebook
Instagram
Website
We may automatically add your contact info into the Footer Block. Contact information is required in all campaigns to comply with the CAN-SPAM Act and international spam law.

 

Impacto dos condicionamentos no Porto de Yantian supera já o do bloqueio no Canal do Suez

Apesar da retoma, no Porto de Yantian, na República Popular da China, das operações de carregamento de navios porta-contentores, a atividade deste importante canal no sul do país mantém-se a sensivelmente 30% da sua normal capacidade.

Os constrangimentos neste Porto, localizado na província de Shenzhen, iniciaram-se há 15 dias, quando foi detetado um surto local de Covid-19, que levou as autoridades chinesas a iniciarem, de imediato, uma massiva campanha de testagem na região. Estudos realizados estimam que, diariamente, 25.500 TEU não estejam a ser processados em Yantian. Assim, calcula-se que esta crise tenha já provocado um diferencial superior a 377 mil TEU, ultrapassando os 330 mil TEU bloqueados pelo recente incidente no Canal do Suez.

As principais companhias marítimas têm vindo a deslocalizar as cargas para outros portos, nomeadamente Nansha, Shekou e Hong Kong, mas a capacidade dos mesmos está já perto de esgotada, pelo que esta não será uma solução eficaz e duradoura.

Cada dia adicional neste cenário de atividade condicionada provoca inevitáveis atrasos na entrega das mercadorias no destino final. Algumas das principais companhias preveem que os tempos de trânsito estimados poderão sofrer aumentos superiores a 14 dias.

A Portocargo continua em contínua articulação com os parceiros locais, procurando monitorizar em permanência a evolução da situação e manter todos os seus clientes atualizados acerca da mesma e das implicações nas respetivas operações de importação.

Retoma gradual das operações de carregamento no Porto de Yantian, em Shenzhen (China)

Após uma semana de intensa testagem de colaboradores, operadores e população na zona do Porto de Yantian, na província de Shenzhen, na República Popular da China (mais informação aqui), foram identificados um total de 13 casos, todos eles no quadro da mesma cadeia de transmissão.

Neste sentido, a Administração do Terminal Internacional de Contentores de Yantian decretou a retoma progressiva das operações neste importante canal, voltando a ser possível realizar o carregamento de navios com contentores para exportação.

No entanto, os condicionamentos à atividade manter-se-ão pelo menos nos próximos cinco dias, ao longo dos quais a produtividade do Terminal não deverá exceder os 50% face ao normal volume de mercadorias carregadas e transportadas. É expectável que esta percentagem vá crescendo continuamente, sobretudo face ao retorno dos trabalhadores portuários que terminarão o período de quarentena.

A Portocargo continua a acompanhar em permanência a evolução do quadro local, em articulação com os parceiros e operadores desta zona geográfica, procurando assegurar a contínua atualização de todos os Clientes afetados.

Mantém-se a impossibilidade de carregamento de navios no Porto de Yantian, em Shenzhen (R.P. China)

No seguimento da comunicação da passada terça-feira (disponível aqui), relativa a um surto epidémico no Porto de Yantian, na província de Shenzhen, na República Popular da China, a Portocargo informa que a situação local se mantém bastante complicada, com longos atrasos e constrangimentos provocados pela testagem em massa dos habitantes locais, bem como de colaboradores e operadores de toda a área portuária.

Procurando gerir o enorme fluxo de contentores neste Porto, um dos principais canais de exportação da cadeia logística chinesa, a Administração do Terminal Internacional de Contentores de Yantian havia decretado a não aceitação de quaisquer contentores para carregamento de navios destinados a exportação até ao final do dia 27 de maio. Face à incapacidade de resolução dos condicionamentos durante este período, este prazo foi já ultrapassado, prevendo-se o prolongamento da medida nos próximos dias. Assim, mantém-se exclusivamente operacional a recolha de contentores vazios e de mercadorias importadas.

A manutenção deste quadro reforça os já significativos atrasos em todas as operações logísticas com origem neste local. Todas as entidades regionais estão a colaborar ativamente na resolução deste cenário, procurando minimizar os prejuízos causados e antecipar a retoma do normal funcionamento portuário.

A Portocargo mantém-se em permanente contacto com estas autoridades e agentes, comprometendo-se a atualizar, continuamente, todos os Clientes acerca do progresso deste indesejável panorama.

Intensificam-se os constrangimentos com embarques na República Popular da China

O diagnóstico de novos casos de Covid-19 a bordo de uma embarcação atracada no Porto de Yantian, na província de Shenzhen, está a provocar atrasos muito significativos nas operações deste que é um dos maiores e mais relevantes canais de exportação da República Popular da China.

Procurando evitar a proliferação de um surto local, as autoridades de saúde estão a realizar testagens em massa a todos os cidadãos e trabalhadores na área de Yantian, incluindo os transportadores e operadores logísticos. Esta situação tem como consequência imediata o contínuo aumento das filas para acesso ao terminal de contentores, provocando inevitáveis constrangimentos a todas as etapas dos processos de exportação ou importação de mercadoria.

Face a esta realidade, responsável pelo congestionamento e sobrelotação de toda a área de armazenamento, a Administração do Terminal Internacional de Contentores de Yantian decretou que, entre as 22h00 locais de 25 de maio e as 23h59 de 27 de maio, não serão aceites quaisquer contentores para carregamento de navios destinados a exportação. Durante este período, será apenas possível a recolha de contentores vazios e de mercadorias importadas. Após este prazo, é expectável que o normal funcionamento do terminal seja retomado.

Esta situação provocará, inevitavelmente, atrasos consideráveis em todas as operações, prevendo-se o agravamento das dificuldades de importação a partir da República Popular da China, sentidas há vários meses.

A Portocargo está, em conjunto com os parceiros locais, a monitorizar a evolução da situação, procurando salvaguardar o interesse de todos os clientes e minimizar os impactos deste cenário. Ao longo dos próximos dias, manteremos os nossos clientes e demais stakeholders atualizados acerca dos desenvolvimentos desta conjuntura.

Newsletter Portocargo #3.4





BLOQUEIO NO CANAL DO SUEZ INCENTIVA A REPENSAR A CADEIA LOGÍSTICA GLOBAL

O recente bloqueio no Canal do Suez colocou em evidência as fragilidades da cadeia logística internacional e a dependência de um conjunto de corredores-chave para o funcionamento da economia mundial.
Este cenário acarreta duas constantações da máxima relevância. A primeira prende-se com a crescente complexidade destas operações, e a necessidade de as mesmas serem geridas por equipas especializadas e dedicadas. A segunda incide sobre a necessidade de as organizações repensarem a respetiva supply chain, quer no que concerne à seleção de fornecedores e parceiros, quer no que à gestão de stocks diz respeito.

Em entrevista à Revista Human, Sara Sousa, Airfreight & HR Manager da Portocargo, abordou os desafios acrescidos na gestão dos recursos humanos durante a pandemia. Sara Sousa destaca o facto de a empresa “ter mantido todos os colaboradores, e de nunca ter recorrido ao ‘lay-off’. Isto confere, evidentemente, segurança aos colaboradores – e estes têm respondido com um espírito de equipa absolutamente irrepreensível”. [Ler mais]
Volvido três meses da oficialização da saída do Reino Unido da União Europeia, o Jornal de Negócios procurou perceber o novo paradigma das relações comerciais e logísticas  com este mercado. Em declarações ao meio, Mário de Sousa, CEO da Portocargo, destaca as dificuldades relativas aos certificados de origem dos produtos e a conformidade com as regras fitossanitárias como os principais desafios da nova realidade logística. [Ver mais]
A sua empresa tem relações com o mercado mexicano? Já conhece o potencial deste país?

O México é o segundo país mais populoso da América Latina, constituindo igualmente a segunda economia mais forte da região. Nos últimos anos, este mercado tem vindo a adquirir crescente relevância, através do desenvolvimento de setores altamente competitivos e inovadores, como o automóvel, metalomecânico, alimentar e mobiliário.

Entre 2015 e 2019, as exportações nacionais para este destino cresceram significativamente, a um ritmo médio anual de 13,2%. Caso pretenda realizar operações de importação e/ou de exportação para este mercado, a Portocargo é o parceiro ideal. [Contacte-nos]

Atualmente, grande parte das operações logísticas realizadas são multimodais. Este tipo de transporte distingue-se pela integração de diferentes meios (aéreo, marítimo e rodoviário) na cadeia logística, visando a respetiva otimização de tempo e de custos.

A Portocargo caracteriza-se pela personalização das operações que lhe são confiadas, sendo especialista na conceção e coordenação destas missões multimodais, arquitetando operações customizadas, que respondem eficazmente às necessidades específicas de cada cliente e mercadoria. [Contacte-nos].

JUNTE-SE À COMUNIDADE DA PORTOCARGO

LinkedIn
Facebook
Instagram
Website
We may automatically add your contact info into the Footer Block. Contact information is required in all campaigns to comply with the CAN-SPAM Act and international spam law.

BLOQUEIO PROVOCA SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DA NAVEGAÇÃO NO CANAL DO SUEZ

 

 



BLOQUEIO PROVOCA SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DA NAVEGAÇÃO NO CANAL DO SUEZ

Estimado Cliente e Parceiro,

As condições climatérias extremamente adversas, conjugadas com os ventos fortes que se fizeram sentir na passada madrugada de quarta-feira, levaram à perda de controlo por parte do comandante de um navio de grande porte no Canal de Suez, provocando o encalhamento do mesmo.

Esta situação está a originar um completo bloqueio no corredor Ásia-Europa. Neste momento, são já perto de duas centenas os navios afetados pela interrupção do tráfego no canal, número que deverá continuar a aumentar, face às dificuldades técnicas causadas pela dimensão deste cargueiro (cerca de 200 mil toneladas).

Esta é uma situação que não conhece precedentes, pelo que os especialistas e autoridades locais não conseguem estimar o prazo para a remoção do navio e retoma da circulação. Os atrasos na chegada das mercadorias ao destino serão significativos, equacionando-se, nas circunstâncias atuais, a utilização da rota pelo Cabo da Boa Esperança. Todas as organizações locais estão a trabalhar de forma conjunta com vista à resolução deste bloqueio neste corredor fundamental para a ligação entre o mercado asiático e o europeu, responsável pela passagem de mais de 10% do tráfego internacional de mercadorias.

A Portocargo está em permanente contacto com os agentes e empresas localizados nesta região, e manteremos todos os nossos clientes atualizados acerca do progresso deste assunto e das respetivas implicações.

Estamos plenamente ao dispor para qualquer esclarecimento adicional ou apoio relativamente à sua mercadoria. Para o efeito, poderá recorrer ao email info@portocargo.pt ou ao telefone +351 229 998 160.

LinkedIn

Facebook

Instagram

We may automatically add your contact info into the Footer Block. Contact information is required in all campaigns to comply with the CAN-SPAM Act and international spam law.

 

Aquisição da Lusocargo e Portocargo pelo Grupo BBL

 

Porto, quinta-feira, 11 de Março 2021

No passado dia 5 de março de 2021, o Grupo BBL finalizou a primeira grande operação internacional com a aquisição dos Grupos Portugueses LUSOCARGO e PORTOCARGO. O conhecimento entre as duas organizações vinha de longa data através da cooperação estratégica no mercado Francês desde 2005, partilhando ambas as empresas dos mesmos princípios na gestão dos seus negócios com especial enfoque nos seus colaboradores e no contacto personalizados com os seus clientes. Num comunicado conjunto aos seus colaboradores, os fundadores da LUSOCARGO e PORTOCARGO afirmaram que “A escolha do Grupo BBL foi natural uma vez que permite assegurar uma continuidade dos valores que sempre estiveram no espírito das organizações desde a sua fundação”.

Cinco meses após uma primeira angariação de fundos de fundos significativa com a GENEO Capital Entrepreneur, a direção do Grupo BBL confirma o sua objetivo a construção de uma rede de empresas especialistas em soluções logísticas integradas de forma a permitir servir os clientes de forma ágil e eficaz. Um modelo chamado a atravessar fronteiras.

Kaci Kébaïli, Presidente do Grupo BBL, e Christophe Besset, Diretor Geral, expressam em conjunto o seu otimismo com esta nova aquisição. “Acreditamos muito no potencial que um País como Portugal tem para oferecer e em conjunto com o conhecimento dos profissionais do Grupo LUSOCARGO e da PORTOCARGO esperamos criar melhores soluções para os clientes e toda a cadeia logística. 2020 foi um ano difícil em toda o mundo, no entanto com resiliência que o Grupo BBL demonstrou, conseguimos validar que o nosso modelo de negócios em desenvolvimento é eficaz permitindo atingir um volume de negócios acima dos 205 M€. Dessa forma contamos com a mesma confiança por parte dos acionistas e investidores nos próximos anos, de forma a permitir mantermos o crescimento acelerado do grupo, e dessa forma permitir uma oferta cada vez mais alargada de soluções logísticas aos nossos clientes”

Os dados financeiros do Grupo LUSOCARGO e PORTOCARGO durante o ano de 2020 foram de aproximadamente € 100 M€ com um total de 300 colaboradores.

Por parte do Grupo LUSOCARGO e da Portocargo, dois dos seus fundadores optaram por se retirar por razões pessoais tendo permanecido os restantes 3 ligados a cada uma das empresas.

Mario de SOUSA na PORTOCARGO, empresa especializada em transporte marítimo e aéreo.

Viriato ALBUQUERQUE na LUSOCARGO SUL

Fernando VIELA e Pedro SANTOS (manager) na LUSOCARGO Porto.

Em conjunto todas estão conscientes que as oportunidades que a integração irá trazer, permitirá desenvolver uma colaboração frutuosa de forma a servir os interesses de todos os clientes.

Sobre o Grupo BBL :

O Grupo BBL foi criado em 1997 por Kaci Kebaili, o qual se desenvolveu durante os últimos 23 anos através da construção de um modelo de federação de especialistas que agrega quinze PME’s ligadas ao transporte internacional e logística, cujas equipas e marcas são internacionalmente reconhecidas pelo seu know-how nos negócios históricos do grupo: transporte internacional de mercadorias rodoviário, aéreo e marítimo, logística e despachos alfandegários. Esta estratégia de “Manufatura de Soluções Logísticas” traduz-se na coordenação de equipas especializadas e autónomas, empenhadas no seu dia a dia em servir e encontrar as melhores soluções para os seus clientes e toda a cadeia logística.
O crescimento do Grupo BBL tem sido constante, atingindo em 2019 um total de 650 colaboradores e um volume de negócios de 194 M€, que representa um aumento de 40% relativamente a 2018.
Em junho passado aproveitou com a aquisição da empresa T.M.S. na região de Paris, para melhorar a sua presença e conhecimento no domínio de transportes sensíveis como os de alta tecnologia, cosméticos, químicos e artigos de luxo.
Mais informações em : www.groupe-bbl.com

Contactos :
Jean-Marc WILLIATTE / Mail : jm.williatte@groupe-bbl.com
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/bbl-transport/
Twitter: https://twitter.com/BBLGroupMarcom

Conselhos :
– Aconselhamento financeiro : Mazars Portugal (Filipa Matias, André Vidigal, Xavier Klein)
– Advogados Groupe BBL : TELLES Advogados (Carlos Lucena, Frederico Felix Alves)

Sobre LUSOCARGO e PORTOCARGO
A marca Lusocargo nasceu no Porto em 1984 e tem vindo a desenvolver-se nos últimos 36 anos de forma a tornar-se num dos líderes de mercado na organização do transporte internacional, logística e despachos aduaneiros.
A Portocargo iniciou a atividade em 1990, tendo-se especializado no transporte Marítimo e Aéreo, operando atualmente com 108 Países espalhados pelos 5 Continentes.
Da mesma forma como o Grupo BBL a Lusocargo tem sido capaz de reforçar a sua capacidade e oferta suportada por uma rede de parcerias espalhadas um pouco por todo o mundo.
Ao mesmo tempo que a marca Lusocargo crescia, foi desenvolvido um novo modelo de negócio através da Portocargo, modelo esse assente numa rede extraordinária de agentes focados no transporte aéreo e marítimo, e que ao longos dos anos foi capaz de apresentar soluções inovadoras e à medida aos seus clientes.
Mais informações em : https://www.lusocargo.pt/ e https://portocargo.pt/ e www.lusocargo-sul.pt/

Contactos :
Mario de SOUSA                mariosousa@portocargo.pt
Viriato ALBUQUERQUE  viriato.albuquerque@lusocargo-sul.pt
Pedro SANTOS                   pedro.santos@lusocargo.pt

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/lusocargo-transit-rios-s.a./

https://www.linkedin.com/company/portocargo/

Conselhos :
– Aconselhamento financeiro : VIAM (Rui Escaleira)
– Advogados : PLMJ (Dr Avides Moreira e Dr João Regadas)

Newsletter Portocargo #1.2

 





ESCASSEZ DE CONTENTORES PROVOCA CONSTRANGIMENTOS E ATRASOS LOGÍSTICOS

A escassez de contentores tem provocado sérias condicionantes à gestão logística internacional. A colossal diferença entre a oferta e a procura de contentores tem vindo a causar, nos últimos meses, um exponencial crescimento dos custos dos fretes marítimos, em adição à incapacidade de resposta a todas as solicitações do tecido empresarial.
Este cenário é responsável por constrangimentos produtivos de centenas de empresas, fruto da ausência de matérias-primas e de produtos essenciais para a sua atividade. A Portocargo está a trabalhar ativamente, conjuntamente com os parceiros internacionais, com vista a mitigar os impactos desta situação.

A escassez de contentores tem provocado autênticas entropias no comércio internacional de mercadorias, em particular no corredor Europa-Ásia. Convidado pelo Expresso a comentar o impacto deste cenário, Mário de Sousa, CEO da Portocargo, destacou o exponencial aumento do tempo de trânsito e dos custos. [Ler mais]
Em entrevista à TSF, Mário de Sousa, CEO da Portocargo, passou em revista o desafiante ano de 2020, e o impacto da pandemia nas operações logísticas internacionais, bem como na atividade da empresa. Para 2021, Mário de Sousa projeta um primeiro semestre similar a 2020, com uma progressiva retoma da normalidade no segundo. [Ver mais]

O Vietname tem vindo, de forma contínua, a reforçar a sua importância na economia mundial, afirmando-se como um dos principais centros de produção do continente asiático. As importações portuguesas deste mercado têm vindo, igualmente, a evoluir positivamente, substituindo alguns dos parceiros comerciais mais tradicionais. A Portocargo dispõe de grande experiência e parceiros locais nesta economia emergente. [Contacte-nos]

A etiquetagem é uma etapa decisiva da cadeia logística, assegurando a ausência de constrangimentos burocráticos e equívocos no processo de transporte e de distribuição. O outsourcing deste serviço a uma empresa especializada assegura, em adição à otimização temporal e financeira, uma superior qualidade em todo o processo, desde a impressão ao tracking da encomenda. [Contacte-nos].

 

CONGESTIONAMENTO NOS PORTOS E AEROPORTOS CHINESES

 Filas Superiores a 2 KM para aceder ao Porto de Yantian

 

Estimado Cliente e Parceiro,

A aproximação das celebrações do Ano Novo Chinês, e o consequente aumento exponencial do volume de encomendas registadas, estão a provocar enormes constrangimentos na gestão logística da República Popular da China, com intenso tráfego e condicionantes em diversos portos e aeroportos do país. No porto de Yantian, por exemplo, conforme é visível na imagem acima, as filas de camiões que aguardam autorização para a entrega dos contentores é superior a dois quilómetros.

Esta situação resultará, potencialmente, em atrasos nos embarques, protelando a entregas das merdadorias no destino final. A Portocargo está, em conjunto com os parceiros locais, a promover diligências de modo a mitigar o impacto desta situação, em particular no que concerne aos carregamentos urgentes.

Estamos plenamente ao dispor para qualquer esclarecimento adicional ou apoio relativamente à sua mercadoria. Para o efeito, poderá recorrer ao email info@portocargo.pt ou ao telefone +351 229 998 160.

Newsletter Portocargo #05

 





A RETOMA DA ECONOMIA GLOBAL

Após longos meses de indefinição, durante os quais as emergências se sobrepunham à normal atividade das organizações, o Mundo ajustou-se à nova normalidade. Uma realidade necessariamente diferente da anterior, face às diversas restrições que enfrenta, mas que se rege pelos mesmos valores: uma economia globalizada, cujas relações de interdependência se estendem aos quatro cantos do globo.
Neste cenário, o setor logístico e transitário, reforçado pela resposta ágil e preponderante que deu à emergência sanitária, assume uma relevância sem precedentes. A fluidez da supply chain será um dos elementos decisivos para o ritmo da recuperação económica mundial, assegurando o fornecimento de matérias-primas essenciais, mas também as trocas comerciais de produtos acabados.
A gestão desta cadeia por parte de profissionais especializados assume, no último trimestre de 2020, uma importância que não conhece precedentes na história recente.

A equipa de 41 colaboradores foi dividida de forma a alargar o tempo de laboração para assegurar resposta a todas as solicitações sem restrições de fuso horário, tarefa facilitada pela digitalização dos processos. A missão foi cumprida e, nestes primeiros sete meses do ano, o volume de negócios apresentou um crescimento de dois dígitos.” [Ler mais]
“Queremos continuar a ser uma empresa que se destaca pela diferenciação que oferece a cada solução criada(…). Crescer, aumentar o número de mercados onde atuamos e o número de operações realizadas e, simultaneamente, ser capaz de salvaguardar este mindset é um equilíbrio difícil e pelo qual nos regozijamos.” [Ler mais]

Em paralelo com o reforço da preponderância do setor logístico e transitário, a atual situação sanitária implementou, definitivamente, a indispensabilidade da tecnologia nas operações. Se a utilização de ferramentas de tracking tem vindo a ser utilizada por um crescente número de operadores, o recurso a tecnologias de inteligência artificial para apoiar o processo de decisão acerca da otimização das missões logísticas oferece ainda bastante potencial por explorar. Todas as crises constituem oportunidades, e este é, indubitavelmetne, o ângulo ideal para a indústria se reinventar, modernizar e preparar eficazmente para os desafios que o futuro providenciará. Num ano que provou que as certezas escasseiam e que as surpresas podem irromper e desafiar os setores mais robustos da economia, o investimento em tecnologia e inteligência artificial é um passo em frente na preparação para a incerteza. Leia mais neste artigo da Revista Forbes [Ler mais].

JUNTE-SE À COMUNIDADE DA PORTOCARGO

 

Newsletter Portocargo #04

 

 





Desde o início da pandemia, a Portocargo tem assumido uma posição de destaque na satisfação das necessidades urgentes dos serviços nacionais de saúde de diversos países, dispersos pelos quatro continentes. No total, são já mais de 22 mil volumes e mais de 1000 toneladas de EPIs, entre máscaras, calçado de proteção, material médico e termómetros, para além de maquinaria industrial para a produção de máscaras, que a Portocargo já coordenou e transportou durante a atual situação sanitária.
Uma área de atuação que não resume, contudo, a atividade da Portocargo ao longo dos últimos meses. Mesmo perante os enormes condicionamentos à circulação internacional, e as barreiras em vários portos mundiais, a Portocargo tem logrado satisfazer as necessidades de importação e de exportação dos vários clientes, representantes de diversos setores e localizações geográficas. Resultados que refletem o know-how e o profissionalismo da equipa da Portocargo, bem como a fiabilidade e a resiliência da rede de parceiros internacionais.

A evolução da pandemia a nível global veio provocar uma grande procura de material de proteção e de ligações a partir da China. A experiência e parcerias históricas da Portocargo neste mercado, responsável por cerca de 70% da faturação da empresa no continente asiático, foram decisivas para algumas das principais operações logísticas realizadas neste período. [Ler mais]
‘Na Portocargo, valorizamos o profissionalismo e a estabilidade. Os principais parceiros da nossa empresa colaboram connosco há quase três décadas, e esta confiança tem sido decisiva para ultrapassar (…) os difíceis obstáculos que têm surgido’, declarou, a propósito deste desenvolvimento, Mário de Sousa.” [Ler mais]

Num artigo de opinião publicado na Revista Forbes, Richard Howells, especialista internacional na gestão da supply chain, reflete sobre a disrupção das cadeias logísticas face à pandemia da COVID-19. Para o autor, as operadoras logísticas precisam de ser ágeis, céleres e dinâmicas na resposta aos novos desafios, de modo a continuarem a assegurar as necessidades dos seus clientes. Entre as ações prementes que estas organizações devem adotar, Richard destaca a necessidade de as transportadores conhecerem e partilharem, de forma permanente e atualizada, a capacidade disponível. Esta é uma ferramenta essencial, de modo a promover a proficuidade das parcerias internacionais, a ligação, a partir de qualquer lugar e de qualquer dispositivo, entre os operadores, o estabelecimento de dinâmicas multimodais, bem como a capacidade de assegurar preços competitivos. [Ler mais].

JUNTE-SE À COMUNIDADE DA PORTOCARGO

We may automatically add your contact info into the Footer Block. Contact information is required in all campaigns to comply with the CAN-SPAM Act and international spam law.